Como Fazer Atribuição De Receita Com Rastreamento UTM

Como Fazer Atribuição De Receita Com Rastreamento UTM

Como editor, você vai precisar descobrir quais campanhas estão funcionando melhor e se expandir nas áreas do seu site que estão gerando mais lucro. Alguns editores costumam testar e executar campanhas de compra de tráfego por meio de múltiplas fontes de tráfego e até mesmo, basear seus negócios na compra de mídia combinada com forte monetização do usuário.

Mas um dos principais problemas é determinar a lucratividade das origens de tráfego e das campanhas.

Os editores precisam combinar dados de campanha de compra de mídia com sua receita de anúncios. Infelizmente, na maioria das vezes esse é um processo manual, e um pouco trabalhoso, para obter o insight de que precisam.

Temos aqui um artigo que explica o passo a passo manual da criação e do uso de URLs UTM.

Isso faz com que os editores gastem com investimento em fontes de tráfego que não resultam em receita lucrativa de anúncios e também, dediquem uma grande quantidade de horas de trabalho na entrada manual em busca de uma visão do desempenho de suas campanhas.

Se você ainda não faz compra de tráfego ou se sente meio perdido nesse assunto, temos um guia completo da compra de tráfego aqui.

A Solução

Como parceiro de milhares de editores, sentimos essa dor em primeira mão e desenvolvemos uma resposta para o problema. Temos um Relatório de atribuição de receita de anúncio completo disponível na plataforma PubGuru Ad Ops!

Usando o Relatório de atribuição de receita do PubGuru, os editores podem rastrear uma ampla variedade de variáveis ​​UTMs e compará-las com suas métricas de receita de anúncios para determinar quais campanhas estão funcionando ou não.

Dessa forma, você pode colocar mais dinheiro em campanhas lucrativas e parar de perder tempo e dinheiro em campanhas que não funcionam bem.

Você passa horas todos os dias tentando rastrear manualmente a atribuição de receita por meio do Google Ad Manager e pares de valores-chave em uma planilha? Esse pesadelo é coisa do passado.

Aqui está uma visão geral do Relatório de atribuição de receita no PubGuru, aqui você terá a atribuição de receita por UTM de forma automática:

revenue attribution report new

Vamos te mostrar a seguir como funciona e explicar alguns dos recursos disponíveis.

Acompanhamento Da Receita De Anúncios Por Campanha

Você pode descobrir como configurar o rastreamento UTM por meio da plataforma PubGuru Ad Ops em nosso post do blog, aqui.

O PubGuru utiliza variáveis ​​UTM (módulo de rastreamento do Urchin), que permitem dividir campanhas e segmentar origens de tráfego. Variáveis ​​GET são adicionadas a uma URL quando você cria seus links UTM.

Quando você começa a trafegar uma campanha através de seu link UTM, que está configurado corretamente na base de rastreamento do PubGuru, você pode segmentar o desempenho de acordo com as variáveis ​​UTM disponíveis.

O Relatório de atribuição de receita PubGuru inclui as seguintes variáveis ​​UTM:

  • Utm_source – representa a fonte de tráfego usada na campanha (Google, Facebook, Twitter, etc.)
  • Utm_campaign – representa uma campanha específica (ou seja, auto_reviews, auto_test_drive, etc)
  • Utm_medium – representa o tipo de tráfego (e-mail, orgânico, referência, social, etc.)
  • Utm_content – refere-se a uma parte de conteúdo / página específica segmentada (AudiA8_review, BMW750i_review)
  • Utm_term – refere-se a um termo de pesquisa usado
  • Utm_source_campaign – refere-se a uma combinação de origem e campanha.

Métricas disponíveis por meio do Relatório PubGuru Revenue Attribution

Para tornar ainda mais fácil para você determinar a lucratividade de suas campanhas, adicionamos uma variedade de métricas de anúncios ao Relatório de atribuição de receita do PubGuru.

Você pode ver dados sobre impressões de anúncios, impressões não preenchidas, receita, visualizações de página, RPM de sessão, tráfego suspeito e tráfego inválido.

Como resultado, você pode utilizar as variáveis ​​UTMs mencionadas acima e segmentar variáveis ​​específicas, bem como comparar elementos de sua campanha por meio das métricas de anúncios disponíveis.

Aqui você pode ver as métricas de anúncios disponíveis:

ad metrics screenshot

Cada métrica representa o seguinte:

  • Impressões de anúncios – Total de impressões de anúncios do Google Ad Manager (GAM) carregadas.
  • Impressões de anúncios não preenchidas – Total de impressões de anúncios que deveriam ter carregado, mas foram mostradas em branco.
  • Receita, visualizações de página – receita obtida conforme medida pelo Google Ad Manager.
  • Visualizações de página – Total de visualizações de página para este UTM específico.
  • Sessão RPM – Receita / (Sessões / 1.000)
  • Tráfego suspeito – porcentagem de tráfego da sessão do usuário que tem um nível de risco entre 25% – 75% de ser inválido.
  • Tráfego inválido – porcentagem de tráfego da sessão do usuário com alta probabilidade de ser tráfego não humano com um nível de risco superior a 75% e que não pode ver anúncios.

Em breve, adicionaremos a métrica Sessões ao relatório.

Lembre-se de que apenas se estiver inscrito no Traffic Cop você terá dados sobre a % de tráfego inválido para sua campanha. Role para baixo para descobrir mais sobre o Traffic Cop e como você pode testar as fontes de tráfego com segurança.

Inscreva-se no PubGuru e obtenha acesso ao nosso Relatório avançado de atribuição de receita.

Como Rastrear Tráfego Inválido Por Origem De Tráfego

Como editor, você pode testar uma nova origem de tráfego, mas não pode ter 100% certeza da qualidade do tráfego. Se você estiver executando o Traffic Cop, a ferramenta de detecção e prevenção de tráfego inválido da MonetizeMore, poderá rastrear o tráfego inválido pela origem em quaisquer outras variáveis ​​de UTMs disponíveis.

Dessa forma, você pode executar uma campanha de teste, verificar a qualidade do tráfego e os resultados da receita por meio do rastreamento UTM e das métricas de anúncios fornecidas. Como resultado, você pode determinar se vale a pena seu tempo, esforço e dinheiro para investir nessa fonte de tráfego.

Lembre-se de que, para rastrear o tráfego inválido por origem de tráfego, você precisa ter o Traffic Cop instalado e funcionando. Ao executar o Traffic Cop com PubGuru, você poderá visualizar a parte do tráfego inválido de sua nova fonte de tráfego por meio das variáveis ​​UTM no Relatório de atribuição de receita.

Aqui está um exemplo de métrica de tráfego inválido disponível no Relatório de atribuição de receita.

ad revenue attribution report invalid traffic metric

Utilizar o Traffic Cop continua sendo uma das melhores maneiras de testar qualquer nova fonte de tráfego em seu site. Frequentemente, os provedores de tráfego podem aumentar seu tráfego com bots, que podem arriscar suas contas de rede de anúncios.

Inscreva-se no Traffic Cop hoje e teste novas fontes de tráfego com segurança!

Conclusão

A compra de mídia do editor apresenta uma grande oportunidade de aumentar sua audiência e receita mensal de anúncios, mas sem os relatórios certos, você estará desperdiçando uma boa parte de seus orçamentos de publicidade.

Todos nós sabemos que as equipes de operações de anúncios gastam muito tempo exportando CSVs de nossas plataformas de anúncios e combinando-os todos os dias.

É hora de liberar esse tempo para trabalhos de maior valor e usar uma solução que o ajude a expandir sua compra de mídia em uma parte lucrativa de seu negócio.

Inscreva-se hoje!

Kean Graham

Fundador da MonetizeMore

Kean é especialista em otimização de anúncios cobrindo áreas como otimização e configuração do AdSense, gerenciamento do GAM e parceria com redes de anúncios de terceiros. Kean acredita na supremacia de negócios diretos com os editores e otimização holística como principais formas de efetivamente e consistentemente aumentar receitas com anúncios.

RECEBA DICAS ATUALIZADAS DE OTIMIZAÇÃO DE ANÚNCIOS DIRETAMENTE NA SUA CAIXA DE ENTRADA

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *