Como comprar tráfego do jeito certo?

Como comprar tráfego do jeito certo?

É notável que nos últimos anos, comprar tráfego, ou o que chamamos em inglês de Audience Acquisition, se tornou uma opção atrativa para o crescimento dos publishers.

A pergunta que fica é, como comprar tráfego do jeito certo? Ou seja, sem trazer ao seu site, audiência irrelevante, robôs e bots que podem prejudicar sua marca e ocasionar perdas financeiras ou até mesmo, banimento e bloqueio da conta de anúncios.

Outra questão que vale a pena se perguntar é, como não depender exclusivamente da compra de tráfego para o seu crescimento? Já que com essa opção, pode-se perder de vista as técnicas de SEO que são tão válidas para o posicionamento do seu site na SERPs do Google e para que o usuário permaneça no seu site mais tempo.

Por esses e outros motivos eu quis fazer esse guia para que você possa comprar tráfego com segurança e não cair em armadilhas.

Se você está começando como publisher ou simplesmente quer mais insights para monetizar o seu site, ou blog, dá uma olhada no nosso post A Melhor Forma De Monetizar O Tráfego Na América Latina (Latam).

Quer as melhores dicas para aumentar sua receita? Assine a nossa Newsletter e não perca nenhuma dica ou tendência da indústria.

O que é exatamente a compra de tráfego?

Se você é um publisher que monetiza através de anúncios, já sabe que o AdSense e o Ad Exchange são maneiras sérias de ganhar dinheiro, mas que para isso, você precisará de um site totalmente otimizado e uma audiência volumosa, com um número grande de visitantes por mês.

O mesmo princípio se aplica para publishers que monetizam através das vendas de seus próprios produtos. Para obter boas conversões é preciso uma audiência de qualidade e com volume substancial de visitantes mensais.

A compra de tráfego é a opção que pode ajudar os publishers a fazer isso em menos tempo. Pode ser que você como publisher não esteja vendo os resultados que quer, mesmo com um bom trabalho de SEO, talvez você dedica seu tempo integral ao seu site e precisa de retornos financeiros para ontem.

Esse tão desejado tráfego é comprado através de anúncios em vários canais, que visam exibir uma oferta ou uma prévia do seu site, que chame a atenção dos visitantes e os provoque a visitar e ler ou assistir o seu conteúdo.

Vantagens e desvantagens de comprar tráfego

Vamos primeiramente conhecer as vantagens dessa estratégia.

A compra de tráfego é rápida em todos os sentidos, já que está acessível e você pode ver em tempo real os resultados tanto positivos quanto negativos. De maneira que, você configurar um anúncio de direcionamento para o seu site de forma rápida em um dos canais que escolher e começar a converter instantaneamente.

O acesso às métricas da sua campanha também é algo muito valioso, que pode te possibilitar fazer ajustes na campanha de acordo com o desempenho da mesma.

A configuração das campanhas também permite uma segmentação precisa na maioria dos canais, de forma que você pode direcionar seus anúncios à audiência correta, tais como segmentação geográfica e psicossocial: idade, gênero, etc.

Das desvantagens podemos citar o preço por clique em alguns canais, que é estabelecido através de leilão, ou seja, quem pode pagar mais é quem leva; o que pode encarecer o preço por clique e inflar seu investimento.

Além disso, nos encontramos com o fator da invasão de espaço, uma controvérsia. Já que anúncios precisam ser claros e especificar que são anúncios, assim fica fácil para a maioria dos usuários identificar, o que vem causando certa rejeição. Muitos usuários se sentem coagidos ou sentem que seu ambiente online está poluído por anúncios e se negam a clicar.

Investimento alto e muita concorrência também podem ser desvantajosos para alguns nichos muito saturados.

Conheça alguns canais onde você pode fazer a compra de tráfego

Essas são somente algumas das opções, aconselho que você avalie essas e outras opções para decidir qual se encaixa melhor no seu modelo de negócio e no seu orçamento.

Google Ads

O Google Ads te oferece duas possibilidades de exibição de anúncios. Uma delas é o Google Search, ou seja, a pesquisa do Google como tal. De maneira que seu anúncio seria mostrado nos resultados da pesquisa do usuário no Google, antes dos outros conteúdos.

Já na opção de display, você pode exibir anúncios nos sites que são parceiros do Google e que disponibilizam este espaço para venda. Tanto em forma de prévia quanto em forma de anúncios nativos.

Native Ads (Anúncios Nativos) são anúncios que se camuflam no conteúdo de um site, buscando não interferir na experiência do usuário. Esse formato de anúncio é bastante interessante, já que se apresenta em forma de uma linha de texto, mas é preciso que esse texto tenha uma redação muito atrativa e simples, para que o usuário possa se interessar.

Uma das plataformas mais populares para a compra de anúncios nativos, é a Taboola, da qual falaremos a seguir e seu competidor, Outbrain.

Nos anúncios para a rede de pesquisa é possível segmentar por palavras-chave que o seu público está digitando na busca do Google. No caso do display, você pode segmentar por palavras-chave, interesses e dados demográficos.

Taboola

A Taboola oferece serviços a publishers de muitos lugares do mundo, é especializada em anúncios nativos. Seu diferencial em relação aos competidores é que ela abre espaço para feedback dos usuários, para que possam dizer se estão vendo anúncios que não gostariam de ver ou anúncios que não têm nada a ver com seus interesses.

Os anúncios da Taboola podem aparecer como sugestão em sites com audiências gigantes, você provavelmente já viu alguns deles, na forma de:  “Você também pode gostar de…”, “Mais histórias da Web”, “Histórias que você pode gostar”. Confira alguns sites parceiros da Taboola aqui.

Facebook Ads

Esse é um canal muito popular, pela facilidade de acesso e gerenciamento, lá você pode criar anúncios em variados formatos – vídeos, imagens, carrossel, canva, etc. – e segmentados para uma audiência específica, que você pode montar usando os inúmeros parâmetros que a ferramenta oferece.

Para criar campanhas de Facebook Ads você vai precisar ter uma página do seu negócio ativa no Facebook e uma conta no Gerenciador de Anúncios. O próximo passo seria criar o anúncio gráfico ou audiovisual e escolher o link de direcionamento para o seu site. Depois disso é preciso criar públicos ou perfis de audiências para os quais você gostaria de direcionar seus anúncios.

Com tudo pronto você pode estabelecer um orçamento e ativar sua campanha. O gerenciador de anúncios vai te oferecer relatórios e possibilidades de ajustes em suas campanhas.

Fatores para considerar antes de comprar tráfego

Aqui falo de alguns fatores essenciais para se considerar, antes de começar uma estratégia de compra de tráfego. Esses fatores são os que vão te proteger de perder dinheiro na sua estratégia, ter o seu site banido pelo Google ou ter sua conta de anúncios bloqueada, portanto fique atento e considere cada um deles.

A importância da UX

Quando falo da importância da UX (User Experience), estou falando não só de agradar o Google com a otimização, mas também da experiência do usuário, afinal você não quer enviar o visitante para um site que não está otimizado, fazendo com que ele desista e saia rapidamente.

Se você é um publisher, que monetiza seu site com anúncios, para oferecer uma boa experiência e fazer com que seu visitante passe mais tempo no seu site, é preciso alcançar um equilíbrio entre os anúncios e o seu conteúdo.

O post ou página do seu site para onde você vai direcionar esse visitante é o mais importante de todos. Veja esse gráfico, criado pela nossa equipe de especialistas, para ilustrar como deve ser o layout do seu artigo, em móvel e desktop:

 

Essa é apenas uma ilustração, mas é preciso considerar também o layout do seu site para ver como adaptar. Um plugin de inserção de anúncios, pode te ajudar muito.

Para widget de monetização nativa, recomendamos:

  • Unidade correspondente do Google se o editor tiver disponível no adsense ou
  • Taboola de rolagem infinita com vídeo ativado.

Para os artigos não paginados, nossos especialistas indicam que você use lazy units com atualização automática. Lazy Units são excelentes, já que te possibilitam exibir mais anúncios em uma só unidade.

Nossos especialistas podem te ajudar a usar essa tecnologia e tirar o melhor proveito do seu espaço, basta entrar em contato com o time.

Se você optar por usar artigos paginados, vamos te explicar em seguida qual a melhor opção para o layout. Em todo caso, nosso time indica que você faça ambos.

Conteúdo paginado

Paginação é considerada uma maneira simples de obter mais visualizações em seus anúncios, através da segmentação do seu conteúdo em várias páginas. Exatamente por esse motivo, a considero uma maneira de assegurar que o seu investimento em tráfego pago vai te render o máximo possível.

Digamos que você divida seu conteúdo em 3 páginas, cada usuário que visita seu site verá 3 vezes mais anúncios.

Para e-commerce isso significa que os produtos serão exibidos em listas e categorias, passando de uma página a outra página. No caso de blogs e sites de notícias, os artigos podem ser divididos entre tópicos, através da tag “<! – nextpage ->” (WordPress), de maneira que cada tópico contará como uma página diferente.

Veja esse gráfico, criado pela nossa equipe de especialistas, para ilustrar como deve ser o layout do seu artigo, quando o mesmo for paginado, em desktop:

Ad placement

Agora, a versão para dispositivos móveis, trazemos duas opções:

 

Nossa equipe também sugere que você teste os anúncios tipo Anchor Ads ou Sticky Ads, que se destaca acima do restante, pois foi projetado para ser ancorado em uma área específica da tela enquanto o usuário navega pelo conteúdo. 

É importante testar e ver se esse tipo de anúncio funcionará no seu site, já que eles têm seus prós e contras.

Para desktop, os tamanhos e os locais populares de blocos de sticky ads incluem a barra lateral com tamanhos de 300 × 250, 160 × 600 ou 300 × 600, bem como o meio da tela com um bloco de anúncios de 728 × 90.

Veja essa imagem do AdSense:

anchor ads

A importância do SEO

A parte do conteúdo é bastante importante também, certifique-se de que seu conteúdo é original e que o mesmo gera valor para sua audiência. Não coloque conteúdo apenas para preencher espaço e siga as diretrizes do SEO sempre.

Ranquear organicamente no Google é sempre o objetivo, portanto a compra de tráfego não deve ser permanente ou ser a única geradora de tráfego para o seu site. Quando mais seu site sobe na pesquisa orgânica, mais você economiza investimento na compra de tráfego e torna seu site mais relevante.

Google Adverte

Você pode estar pensando, o que o Google acha de tudo isso? O Google deixa claro que você pode promover seu site de qualquer maneira, desde essa promoção esteja em conformidade com as políticas do programa.

Ele alerta que os editores do AdSense são responsáveis pelo tráfego que chega ao site deles, então se você optar por comprar tráfego de plataformas que não pertencem ao Google, você deve monitorar de perto os relatórios e avaliar o impacto desse tráfego em seus anúncios.

Existem muitas fontes que acabam enviando tráfego inválido para sites, proveniente de bots. Esse tipo de tráfego pode prejudicar sua marca e te ocasionar perda de receita. E como já alertou, o Google vai te responsabilizar por esse tráfego.

Você pode usar o Google Analytics para monitorar a origem dos visitantes, incluindo as fontes de tráfego das quais você compra. O Google recomenda que, ao encontrar atividades suspeitas, você suspenda o uso dessas fontes imediatamente.

Esse post pode te ajudar a entender o que é o Tráfego Inválido Geral Vs. Tráfego Inválido Sofisticado.

Você também pode usar o Traffic Cop, que é uma ferramenta da MonetizeMore, criada especialmente para fazer um trabalho de machine learning, que analisa e classifica muitos tipos de tráfego inválido. O Traffic Cop detecta e bloqueia tráfego inválido geral e sofisticado, impedindo que seus anúncios sejam veiculados para esse tipo de tráfego.

Saiba mais e solicite uma demonstração do Traffic Cop.

Saiba o que fazer se você foi vítima de um banimento do AdSense.

A Persona do seu negócio

A Persona é um arquétipo semi fictício do seu visitante em potencial, aquele que vai entrar no seu site e clicar em um dos seus anúncios do AdSense. É muito importante que você investigue o seu público e construa esse personagem.

Os dados da persona incluem idade, gênero, interesses, redes sociais que usa, onde busca informação, etc. Sabendo esses fatores você pode pensar, por exemplo, em qual plataforma é a mais adequada para a sua compra de tráfego. Não adianta comprar tráfego do Facebook se sua persona não usa o Facebook, certo? E esse é apenas um dos muitos casos com o quais a persona pode te ajudar.

Redação de anúncios (Copy)

No ambiente da internet você tem poucos segundos para conquistar a atenção do usuário e convencê-lo a clicar no seu anúncio, de forma que cada texto que seu anúncio contenha, deve ser muito bem pensado e bem escrito.

O copy precisa ser curto, objetivo e atrativo, isso é algo que a Persona do seu negócio vai te ajudar muito a construir. Você conhecendo a Persona do seu negócio, fica muito mais fácil falar com ela e escrever para ela.

Sabemos que as imagens são muito mais rapidamente assimiladas pelo cérebro humano, mas o título do anúncio precisa ser impactante quando trabalhamos com anúncios de texto e imagem ou texto e vídeo.

No caso dos anúncios nativos, o copy pesa ainda mais, já que esses anúncios vêm forma de uma linha de texto.

Esse é um exemplo de copy atrativo que pode direcionar uma pessoa que se interessa por bem-estar, diretamente para uma notícia, ou post, sobre uma nova prática de relaxamento:

Descubra agora esse método de meditação que vai melhorar sua concentração em 40%!

Conclusão

Este é um investimento que vai exigir muita análise, lembre-se de testar suas campanhas sempre e usar as métricas para tomar decisões do que deve ser mudado ou do que deve ser ajustado.

Lembre-se de sempre otimizar e melhorar seus anúncios para tirar o melhor proveito possível dos seus investimentos.

É claro que tudo isso pode difícil e tomar muito tempo. Construir o layout ideal de anúncios para sua página também pode ser um desafio, já que a experiência do usuário deve ser prioridade, e é crucial para a monetização que os usuários passem mais tempo no seu site.

Por isso, deixe que os nossos especialistas em operações de anúncios cuidem disso para você! Ajudaremos você a identificar o layout ideal da sua página, a quantidade de anúncios a serem exibida, ingressar nas redes de anúncios certas, configurar o header bidding e muito mais. Inscreva-se para monetizar mais hoje mesmo!

 

Receba minhas dicas e estratégias de otimização de anúncios no seu inbox.

Kean Graham

Fundador da  MonetizeMore

Kean é especialista em otimização de anúncios cobrindo áreas como otimização em AdSense, Gerenciamento DFP, e parceria com redes de anúncios de terceiros. Kean acredita na supremacia de negócios direto com os editores e otimização holística como principais formas de efetivamente e consistentemente aumentar receitas com anúncios.

Entre em contato diretamente com ele: kean@monetizemore.com

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *